Conectando brasileiros pelo mundo.

O que devo levar do Brasil?

​​​

A hora de arrumar as malas chegou e você se pega pensando no que deveria levar do Brasil. Muitas vezes, o que você acha que precisa levar, na verdade não precisa, como eletrônicos com voltagem diferente a do país destino e você acaba levando um peso na mala à toa.

Tem itens que são essenciais para a sobrevivência nos primeiros meses, por exemplo, se você estiver indo viajar no verão, você vai precisar de roupas mais leves, um par de chinelos, um par de tênis, que pode até ser o que se está usando ao embarcar no  vôo, uma sandália rasteirinha para as meninas, pelo menos uma jaqueta meia estação, escova de dentes e creme dental, pois dependendo do destino o vôo pode ser longo.

Celular depende muito, na minha opinião não acho essencial, mesmo porque se ele funcionar no país de origem com o roaming, ao menos que você tenha feito um bom plano para ligações internacionais, você vai pagar uma nota. Sem contar que celular em países como Austrália e Estados Unidos, são bem mais em conta se comparados com os preços no Brasil.

No geral, eletrônicos como notebooks e outros computadores, também são mais baratos em países desenvolvidos, logo, se você já tem um notebook, você até pode levar para passar os primeiros meses e depois comprar um novo.

Para as meninas, secador de cabelo e chapinha não é uma boa ideia levar, pois você corre o risco de não  funcionar no exterior, alguns paises a voltagem padrão é 220v, difererentemente do Brasil que na maioria das cidades é 110v. Esses itens não são caros, geralmente você pode comprar, alguns de modelos razoáveis, por um preço bom ou até mesmo comprar online, por um preço mais barato.

Shampoo, cremes e outros produtos de higiene pessoal, consomem as vezes muito volume na mala e você poderá comprar os mesmos produtos geralmente, ou similares, em uma farmácia quando chegar.

Remédio depende, por exemplo, colírios, remédios para dor de cabeça ou alergia, aquelas pomadas tipo voltaren para dor no músculo ou todos esses itens que não precisa de receita médica, não tem muita necessidade de levar, a não ser talvez para usar durante a viagem, se a companhia aérea aceitar, ou nos primeiros dias se você realmente precisar. Os remédios de receita médica, você precisará levar a receita traduzida e dependendo do que for, você pode arrumar um substituto no país indo ao médico local.

Não arrisque em levar comidas sem ser industrializadas ou em grandes quantidades. Pesquise antes a quantidade de cigarros que o país permite levar na bagagem ou você sairá no prejuízo. Alguns países não aceitam entrada de produtos orgânicos como grãos, verduras, plantas ou comidas caseiras como doces ou geleias. Se o fiscal de imigração achar algum produto proíbido, ele será confiscado e incinerado. Além do mais, você pode ter que pagar uma multa se não declarar os alimentos que está levando na mala.

Na mala de mão, lembre-se de levar somente itens que você vai usar ou poderá precisar no vôo. Para evitar ficar sem nada, no caso de bagagem extraviada, é sempre bom levar um par de chinelos, uma camiseta, calça e uma peça de roupa íntima para passar a noite. Lembre-se, na mala de mão, todos os líquidos, inclusive gel, pasta, creme, aerossol e similares, devem ser levados em frascos com capacidade de até 100 ml e colocados em embalagem plástica transparente, vedada, com capacidade máxima de 1 litro, não excedendo as dimensões de 20 x 20 cm.

Em resumo, leve o que realmente você precisar para os primeiros meses, tem coisas que só faz volume e peso na mala, não leve nada em excesso, cheque antes nos sites da imigração do país e da companhia aérea, o que você pode levar na bagagem e especialmente na mala de mão.

Atualmente para voos sentido EUA e Inglaterra existem requerimentos especiais, confira no site http://www.aeroportoguarulhos.net/bagagem ou no planfeto​ http://www2.anac.gov.br/dicasanac/pdf/novo/anac_panfleto_bagagem.pdf.

Compartilhe

Dicas Populares