Conectando brasileiros pelo mundo.

Fazer entrevistas fora do Brasil

​​​​​

Você já está confiante com a nova lín​​gua que aprendeu e está na hora de começar a procurar um emprego lá fora. Mas como agir em uma entrevista de emprego em um país novo?

 

Pessoalmente, morando na Austrália desde 2010, eu já participei de várias entrevistas. Algumas como entrevistado, mas muitas como entrevistador e posso dar algumas dicas de como agir para passar uma boa impressão às empresas.

 

O primeiro indício que você está preparado para uma entrevista, é estar entendendo bem o que os nativos falam. Você  não precisa estar 100% fluente, na língua nativa do país, mas pelo menos, deve ter uma boa compreensão do que as pessoas falam na rua e estar apto a responder com um bom nível de receptividade. Por exemplo, quando eu cheguei na Austrália eu não sabia falar inglês, m​as em 5 meses de curso eu já estava em um nível médio de conversação, foi nesse período que eu comecei a procurar emprego na minha área de atuação e obtive sucesso.

 

Outra dica, preocupe-se com a sua apresentação, a roupa que você veste, o primeiro aperto de mão, a sua confiança na hora de falar da sua experiência no Brasil, tudo isso conta. Homens sempre de terno e gravata, mulheres com roupa social também. Nada muito colorido ou que chame muito atenção, pois o foco deve ser o que você fala e não o que veste.

 

Saiba explicar o que você faz, ter apenas um currículo impressionante, só vai te levar até a segunda fase do processo seletivo. Na hora da entrevista cara a cara, você tem que saber explicar tudo que está no seu currículo e com detalhes. Não se preocupe com o sotaque ou com regras gramaticais nessa hora. Preocupe-se mais em passar a mensagem, muitos empregos você não terá contato direto com o cliente, logo, alguns errinhos de gramática não farão tanta diferença quanto não deixar claro o que você sabe.

 

Pratique o seu discurso,  a melhor maneira de ter a resposta na ponta da língua, em um segundo idioma, é praticar. Leia o seu currículo e anote as possíveis perguntas que os entrevistadores podem ter e pratique as respostas com um amigo ou professor.

 

Geralmente as entrevistas tem no mínimo três fases, a primeira seria uma conversa pelo telefone.  O objetivo desta conversa é ver o nível de comunicação que o candidato possui, você responderá algumas perguntas básicas para o empregador ter uma idéia de como você se sai em uma conversa por telefone.

 

Passando a entrevista por telefone, você é chamado para uma entrevista pessoalmente. Nela você deve explicar detalhadamente a sua experiência e o empregador vai estar observando a sua atitude e performance sobre pressão, todos sabem que você está nervoso, a questão é: como você lida com momentos estressantes? Fique calmo(a), respire fundo e se você não entender a pergunta, diga que não entendeu e o entrevistador vai explicar de outra forma. Melhor pedir para repetir a pergunta três vezes, do que responder errado e o empregador achar que você não entende do assunto.

 

A terceira fase depende da empresa, algumas chamarão você para fazer um teste prático, outras mandarão um teste online. A idéia é ver o seu conhecimento na prática e ter uma idéia do que você é capaz.

 

A quarta varia de empresa para empresa, umas te chamam para outra entrevista com o diretor ou encarregado da área que você vai trabalhar, para eles te conhecerem ver se gostam da sua postura. Outras já vão direto para o acordo comercial, ou seja, discutir o salário.

 

Todo esse processo leva tempo e em alguns casos, chega a levar meses. Portanto seja paciente e sempre colabore com o empregador estando disponível para possíveis perguntas de última hora.

 

Resumindo, fique calmo, responda às perguntas com coerência, vista-se bem e boa sorte!

 

Gostou, não gostou, tem alguma pergunta? Deixe um comentário no artigo. ​​

Compartilhe

Dicas Populares